COMITÊ ESCONDIDO JOHANN FATZER

ESPETÁCULO EM CIRCULAÇÃO

Terra Tu Pátria ( 2018)

Clique na foto para maiores informações        

www.png
  • Facebook
  • Instagram

O Comitê Escondido Johann Fatzer é fruto do encontro de artistas de diferentes formações, interesses, lugares e crenças que se reuniram pela primeira vez em 2017. Desde então fazem esse movimento de reunir uma comissão quando necessitam elaborar um projeto  artístico, que geralmente nasce através da urgência de dialogar com o tempo histórico em que se vive.

O encontro é fundamental pois pelo diálogo e debate constrói-se um corpo político onde é possível aprofundar os pensamentos e ampliar as perspectivas. Por isso, a presença de novos artistas é sempre bem vinda, assim como o fluxo de integrantes é algo constitutivo do próprio significado de “comitê”: um grupo que se reúne para construir algo com um objetivo específico.

Assim, os artistas envolvidos são todos autores do que é criado, contribuindo de diferentes formas para a criação de uma obra coletiva e polifônica. O intuito é a experimentação através de materiais, seja no texto, no corpo, na voz, na encenação como um todo.

Foi assim com o primeiro trabalho do comitê, Não ouço passos de ninguém entre os escombros (2017), que buscava questionar os atuais sentidos de revolução e motim, friccionando-os com a noção de ruína. Neste trabalho, a lida com uma materialidade concreta - o gesso - era o norte da experimentação: a partir da  O espetáculo apresentou-se na USP,  como parte da Mostra de Direção do Departamento e também da V Mostra Cena Emergente, no Sesc Prainha, em Florianópolis.      

Em 2018, o comitê ocupou a Oficina Cultural Oswald de Andrade e a garagem do Teatro da Vertigem. Durante este período, gerou seu segundo espetáculo, Terra Tu Pátria, um compilado cênico de documentos da história recente do universo político-institucional brasileiro. O espetáculo realizou temporada na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Teatro de Contêiner e no TUSP- Maria Antônia. Também apresentou-se na sede da Cia do Latão, no FETO - Festival de Teatro Universitário de Belo Horizonte, no Itaú Cultural através da convocatória a_Ponte e no Faroffa - Circuito Paralelo de Artes de São Paulo. Terra Tu Pátria foi vencedor do Prêmio Nascente (PRCEU-USP) de 2019, na categoria Melhor Direção.

Ainda em 2018, o comitê é convidado para um processo de montagem do texto Agamêmnon, de Ésquilo, como parte do longa metragem Fala, Cassandra, do diretor paulistano Miguel Antunes Ramos.

O encontro mais recente dos artistas do comitê se dá em torno da construção de um novo espetáculo, Um memorial para Antígona, com estreia prevista para o segundo semestre de 2020.  O comitê volta o olhar para o debate da criação da Lei da Anistia, de 1979, que foi responsável por perdoar os crimes cometidos por agentes do Estado durante a Ditadura Militar (1964-85).