ESPETÁCULOS EM CIRCULAÇÃO

A Boba (2019)

Playlist (2019)

Domínio Público (2018)

Mal Secreto (2014)

Piranha (2010)

La Betê (2005)

Transobjeto (2004)

Clique na foto para maiores informações 

WAGNER SCHWARTZ

Após a sua formação em letras, Wagner Schwartz (Volta Redonda, Rio de Janeiro, 1972) participa de grupos de pesquisa e experimentação coreográfica na América do Sul e na Europa.

 

Autor de nove criações desde 2003, recebeu, entre outros, o prêmio APCA 2012 de “Melhor projeto artístico” por Piranha, e foi selecionado pelo programa Rumos Itaú Cultural Dança em 2000, 2003, 2009 e 2014. Seus projetos são citados em publicações como O fazer-dizer do corpo: dança e performatividade, de Jussara Sobreira Setenta, 2008, ou Am Rand der Körper: Inventuren des Unabgeschlossenen im zeitgenössischen Tanz (À borda do corpo: inventários da dança contemporânea inacabada), de Susanne Foellmer, 2009.

 

Foi curador da 10ª Bienal Sesc de Dança, colaborador internacional do Festival Contemporâneo de Dança, em São Paulo, e artista residente do Festival de Teatro de Curitiba. Trabalhou como intérprete para o coreógrafo Rachid Ouramdane, para o diretor de teatro Yves-Noël Genod, para o artista Pierre Droulers e para os cineastas Judith Cahen e Masayasu Eguchi.

 

Sua última criação A Boba, estreou na Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, MIT-SP e Playlist, criado em parceria com o coreógrafo Lorenzo De Angelis, no festival Camping, no Centre National de la Danse, França. Em 2018, seu primeiro livro de ficção, Nunca juntos mas ao mesmo tempo, foi publicado pela Editora Nós. Vive e trabalha em São Paulo e Paris.

www.png
  • Facebook
  • Instagram